Adirondack Furniture!

FAAALA PESSOAL (nem sei se tem gente vendo isso aqui… se tiver dê um toque aí, deixe recado, diz se gostou, se não gostou..)

Esse aqui deu trabalho. Tudo começou a mais de 1 ano, quando meu grande amigo Leonardo me deu umas peças de madeira que estavam sem uso. Na época ele chegou a mencionar de fazer um banco com aquelas peças, mas ainda não tínhamos nenhum desenho ou idéia consolidada.
Então guardei as peças.
Até que minha mãe, lá no Rio, comprou algumas cadeiras com um desenho bem conhecido, as cadeiras Adirondack, e que são bem confortáveis e com um desenho muito fácil de copiar. Resolvi que ia fazê-las.

Eram 4 caibros de 7x7cm, com 2 metros de comprimento cada. Para poder usá-los, precisei dar uma “processada” neles. Cortei, aqui em casa mesmo, cada caibro em 3 peças ao comprido, ficando com 3 tábuas de 7×2,1 cm e 2 m de comprimento, por caibro, dando 12 tábuas. Colei as tábuas de 2 em duas, de lado, ficando com 6 super tábuas de 7×2,1x200cm. Na colagem das tábuas tentei aproveitar as diferentes texturas da madeira para produzir contrastes na mesma tábua. Dá para ver, nas pernas e braços do mobiliário, como ficou. No encosto e no assento utilizei angelim-pedra.

O desenho foi um mix de outros desenho que achei pela internet e do desenho da cadeira lá de casa. O que acontece é que, mesmo que seja um desenho já consagrado e muito utilizado, há diversos detalhes que mudam de uma para outra. Procurei juntar a que me parecesse mais confortável com a que tivesse a forma de construção mais firme. Para completar, ao invéz de fazer só uma ou duas cadeiras, resolvi fazer uma cadeira e uma namoradeira, que nada mais é que a mesma cadeira, só que de dois lugares.

Vamos à construção. Já com as 6 super tábuas, imprimi os moldes (desenhados no Corel e impressos em ploter), passei os desenhos para a madeira e cortei com a tico-tico. Com as peça cortadas (parece rápido, né, só cortar… mas não foi!), montei as estruturas laterais, compostas por perna dianteira, perna e curva do assento, braço e reforço do braço, suporte do suporte do encosto. Depois foi só arredondar as bordas para não machucar o braço da galera. Ficou assim:

Daí foi cortar as peças do encosto, lixar as mesmas e as peças do assento (que já encomendei cortadas e boleadas!), e montar. E dá-lhe prego e cola…

Aqui com algumas peças da namoradeira posicionadas, mas ainda sem pregar. Não reparem na bagunça da oficina..

A viola e o cavaco do Paulinho foram testemunhas…

E depois de tudo montado, foi lixar mais um pouco, e passar o stain impregnante, que é como um verniz, mas não forma filme, penetra na madeira.

Aí arrumamos os dois no quintal, perto da moita de boldo e da orquídea. Para completar a decoração, umas ânforas de barro do Paulinho também!

Bem, quem gostou e quiser uma dessa, ora, vai fazer, porque minha cota dessas cadeiras já acabou pela próxima década…





Grande abraço!

Blogged with the Flock Browser
Anúncios

3 opiniões sobre “Adirondack Furniture!

  1. Ficou muito bom!!! Agora entendi porque você gostou da estante-escada, rs! Bons novos projetos! Beijinhos, Vivi.

  2. Fernando,
    quero seguir sua dica e fazer a minha, mas gostaria de ter acesso aos moldes que voce desenhou no Corel. É possível?

    sds

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s