O blog

Oi pessoal. Meu nome é Fernando, sou formado em oceanografia pela UERJ. Nascido e criado no Rio de Janeiro, em 2006 me mudei para a Região dos Lagos,  no estado do RJ. Ao chegar aqui, buscando novas atividades para substituir as distrações que a cidade grande me proporcionava, ingressei no mundo da marcenaria, estimulado e orientado pelo meu pai, marceneiro e empresário, e inspirado no espírito incansável para trabalhos manuais do meu avô. Aos poucos fui desenvolvendo alguns projetos, e por estímulo do meu grande e estimado amigo André, resolvi criar este blog e, por consequência, a identidade da Oficina de Garagem Gaivota Pirata.

Ao mesmo tempo, consegui tempo para desenvolver a prática do surf, que já vinha tentando desde 2002, no início da faculdade, mas que nunca tinha conseguido grandes avanços. Graças ao apoio e incentivo de alguns amigos, como o Diogo, Paulinho, Uggo, Fred e outros, aos poucos fui melhorando e hoje sou um pouco melhor que antes, mas o suficiente para me divertir bastante sem vacar tanto.

Finalmente, unindo os dois passatempos, comecei a me aventurar pelo mundo da construção, em madeira, das pranchas de surf e afins, como handplanes e skimboard.

Quem tiver dúvidas sobre os projetos executados, quiser um ajuda para construir o seu, ou tiver dicas e pitacos para dar, seja muito bem vindo a este blog e fique à vontade.

E é isso.

8 opiniões sobre “O blog

  1. Parabéns pela fish, ficou alucinante. Vi um cara surfando com uma muito parecida em Itacoatiara mais ou menos em junho, era você*

    Estou empenhado em fazer uma alaia, saberia me indicar uma chapa demadeira adequada e fácil de encontrar*

    valeu

    • Valeu henrique! Mas acho que não era eu não, nunca surfei em itacoatiara (já tive lá um dia, num swell gigante que quebrou a uns 2 anos atrás, e na água só tinha homens sem medo de morrer. Eu tenho medo!).

      A madeira mais indicada é a kiri, que pode ser encontrada pela internet em alguns classificados rurais do brasil. Lá fora ela também é conhecida como paulownia. Para aprender a fazer uma alaia, indico o filme Tom’s creation plantation, que pode ser comprado na store do Korduroy Tv (www.korduroy.tv/).

  2. Opa cara muito bom teu blog, parabéns pelos trabalhos lindos ai, tmb peguei inspiração em alguns moveis pra criar alguns para minha casa.
    Trampo com criação de sites e tecnologia mas meu hobby é criar coisas de madeira e fibra de vidro, mesmo aqui na bahia sendo tudo caro d+ xD.

  3. Fala Fernando,

    Tudo tranquilo?

    Não sei se recebeu meu e-mail, mas estou com problemas no envio pela UOL. Caso não recebeu, me avise que eu encaminho novamente.

    Obrigado pela antenção.

    Abraços
    Daniel

  4. fernando muito legal o seu trabalho com as pranchas sou do rio grande do sul e estou fazendo pranchas de madeira ocas fiz uma 9;8 uma 9;2 e agora estou terminando uma 6;4 estou fazendo para vender criei uma marca we surf boards que ja esta no facebock de uma olhada la e evandro meireles bombardelli gostaria de entrar em contato para falar sobre esta ultima prancha ai postada .obrigado eum abraço

  5. Olá Fernando, muito legal seu trabalho.
    Todo surfista em algum momento da sua vida planeja fazer uma prancha de surf com as próprias mãos.
    As dificuldades são diversas, tornando o projeto cada vez mais complexo.
    Eu queria uma dica de qual software eu posso utilizar para gerar a planta do esqueleto interno. Sem um software parece ser impossível dar sequência na minha 9’8″.

    • Fala Alexandre,

      o software que eu usei é o do JedAil do blog antigo da Tree to Sea. O endereço para o tópico onde foi postado o programa é http://www.grainsurf.com/forum/viewtopic.php?f=24&t=386

      Cada prancha apresenta desafios diferentes e requerem soluções diferentes. É sempre divetido construí-las!

      Obrigado pelo comentário! Quando puder, nos mande um link do seu trabalho!

      Boas ondas!

  6. Opa Fernando, tudo ok!
    Bem, fantástico seu relato sobre o “como” voce chegou ao nível de construção de pranchas. Como resido no centro-oeste, independente de ter um grande fascínio pelo mar, e adorar tudo o que se refere a surf (tenho uma hangloose 6,0 guardada com um troféu, mas não tive tempo hábil para me aprimorar no muito mínimo que sei -m levei uma grande vaca e desisti), hoje bandeei para outro esporte das pranchas, só que do asfalto. Enveredei pelo mundo do longboard skate, e gostaria de enveredar mais, como construtor. Ficaria imensamente grato se pudesse dispor de seu auxílio nas lacunas do conhecimento em marcenaria.
    Parabéns pelo blog. Vou seguir com assiduidade aguardando pelas novas, ok!
    Um grande abraço
    Luiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s